quarta-feira, 6 de abril de 2016

Técnica de Pintura Plástico Bolha

 bolha,só de existir deixa a gente feliz, né?
Quem  não fica eufórico quando vê um pedacinho dele ao alcance da mão?
Pois bem, essa técnica  envolve o uso desta delícia de material.É uma técnica  que  pode ser utilizada pra fazer diversos desenhos e explorar inúmeros temas.
Simples de fazer:
1-Comece desenhando e recortando a . Pode ser um peixe, uma árvore ou mesmo as formas geométricas.
2-  seguida pinte seu desenho com ajuda do pincel ou bucha, nas cores que preferir.
3- Coloque com cuidado sobre uma folha em branco e pressione. (Esta etapa é uma delícia)
Técnica de Pintura Plástico Bolha Meio Ambiente Dia da Árvore

ARTE COM PLÁSTICO BOLHA


,
Encontrei este recurso que achei super interessante e criativo!!!!
Além da possibilidade de se trabalhar com auxílio de texturas e cores, este recurso também poderá ser utilizado em contações de estórias e até mesmo em aulas com conteúdos e objetivos variados, em diferentes níveis de escolares.
O fundo do mar é feito com aquele plástico bolhas que geralmente vem em caixas com objetos comprados em lojas e os peixinhos podem ser confeccionados em E.V.A. coloridos e as plantinhas podem ser feitas com cartolinas.
Aí está mais uma sugestão que pode ser aproveitada por todos.




SILABOL - JOGO DAS SÍLABAS



Um jogo que envolve a formação de palavras através das sílabas. Trata-se do Silabol, um jogo onde as crianças se divertem ao lançar as bolas dentro de uma caixa com diversas sílabas e em seguida tentam formar palavras com as sílabas sorteadas.
Material do jogo:
- Uma caixa quadrada de 45cm de lado
- Três bolas de ping-pong
- Cem peças quadradas de EVA de 4,5cm de lado
- 50 cédulas pequenas (quinze de  R$ 1,00 - quinze de R$ 2,00 - dez de R$ 5,00 - quatro de R$ 10,00 - duas de R$ 20,00 - duas de R$ 50,00 - duas de R$ 100,00)
Regras do Jogo:
O jogador que começa a partida, lança as três bolas dentro da caixa. As sílabas sorteadas serão retiradas da caixa e o jogador tentará formar o nome de uma fruta. Durante a formação da palavra o jogador poderá retirar sem sorteio mais uma sílaba da caixa para completar a palavra. Caso o jogador consiga formar uma ou mais palavras, ele receberá R$ 2,00 por cada sílada da palavra formada.



Sugestão retirado do blog professorphardal.blogspot.com.br

e do youtube.com/watch?v=PJUVs-llhBw

Jogo do Gato e do Rato


A aventura começa com o gato preparado para atacar um bando de ratinhos que esta deliciando-se com um belo queijo. Mas cuidado, o dado e que vai dizer o momento certo para que o ataque aconteça.

Participantes: 4 a 6
Componentes: 50 fichas queijo, um tampão (gato), um tabuleiro queijo, 6 ratos e dois dados

Preparativos: Cada jogador recebe de 8 a 10 pedaços de queijo, coloca seu ratinho sobre o circulo e o seguram pela ponta do rabinho.

Início do jogo: O gato joga 2 dados e se a soma sair 7 ou 11 ele ataca. O rato que for pego deve pagar ao gato 1 pedaço de queijo. Por sua vez o gato pagará 1 queijo a cada rato que escapar. Se a soma não for 7 ou 11 o gato pode fingir que vai atacar, e os ratos que caírem no truque pagam 1 queijo ao gato. Os ratos também podem tentar enganar o gato e outros ratos. Se o gato atacar quando não deve ele vai pagar 1 queijo para cada rato que não saiu do tabuleiro. Mas se o gato errar e o rato fugiu de susto, houve empate e ninguém pega queijo. A cada três jogadas de dados, troca o gato, que deve entregá-lo ao jogador à sua esquerda, trocando pelo rato deste.

Fim de jogo: O jogo termina quando acabarem os pedaços de queijo de um jogador, ganha quem tiver mais pedaços de queijo.

Variação: Pode também ser utilizado apenas um dado (tendo como referência os números 3 ou 6), um dado de cor (primária e secundárias) ou apenas a fala, em voz alta, da contagem 1, 2, 3! (ideal para jogar com crianças pequenas)






Outros exemplos:
Materiais: Galão de 20 litros, rolhas de espumante, carpete, barbante, placa eucatex, tampa metálica de requeijão, vinil auto-adesivo colorido e papel cartão de divulgação (dados).






















Outro exemplo: 
Material : galão de 5 litros.

Sugestão de jogo com sucatas: Pega o rato


Para se divertir  basta ter   vontade de brincar e imaginação.  E um papel da escola é fazer com que os pequenos tenham autonomia, e isso começa com a construção de seus próprios jogos e brincadeiras.

Objetivos:
Promover a interação social e afetiva entre as crianças;
Desenvolver a motricidade, a atenção, a percepção e o foco.

Dica esperta!
As regras podem ser adaptadas da forma que o professor e as crianças desejarem.


Sugestão:
Caso o professor esteja trabalhando outros animais com as crianças os desenhos podem ser trocados, por exemplo, o jogo da aranha e da mosca, ou do cachorro e do gato etc.

Incrementando:
Que tal, antes de jogar, contar uma história bem divertida sobre gatos e ratos para os pequenos, ou então, quem sabe mostrar um dos episódios da perseguição infantil mais antiga: ``Tom e Jerry``?


Materiais:  Caixa de papelão Color set Tampinhas de garrafa Prego E.V.A. Cola Barbante Galão de água vazio

Objetivo do jogo: Ser o último rato a permanecer no queijo sem ser capturado.
Modo de jogar: Posicione o queijo (papelão) no centro de uma mesa; coloque cada ratinho dentro do queijo, porém, com o rabo (barbante) esticado para fora do mesmo. Cada participante segurará na ponta do rabo do rato. O gato, que será um outro participante, jogará o dado, se cair a imagem do gato (galão de água), ele terá de agir para abocanhar todos os ratos de uma só vez, abaixando o galão sobre o queijo, mantendo-os presos dentro do galão; se cair o dado com nenhuma imagem, o gato não realiza nenhuma ação e os ratos permanecem parados. 

Regras: O rato que for capturado sai do jogo. 

 

Professora Geórgia Template by Ipietoon Cute Blog Design