segunda-feira, 31 de março de 2014

Sugestões para Páscoa


Sugestões copiadas do facebook.com/baudamamae

Sugestão para hora do conto: Roupa de Cuca




Sugestões: lembrancinha de Páscoa para os alunos






Sugestão para Páscoa



 Costurei a coelha com   TNT, enfeitei com ovos feitos com  papel crepom, celofane  e fita. 


quinta-feira, 13 de março de 2014

Sugestões para hora do conto: " . Qual o sabor da lua?" e " Os três jacarezinhos e o javali bundudo"






 "Qual o sabor da Lua?" do Michael Grejniec, da editora Brinque-Book.

"Há muito tempo os bichos já queriam descobrir qual o sabor da lua. Seria doce? Ou seria salgada? Desejavam provar apenas um pedacinho dela. De noite, ficavam olhando para o céu, ansiosos. Espichavam e esticavam o pescoço, as pernas e os braços, mas nem mesmo o maior deles conseguia tocar a lua.
 Certo dia, a pequena tartaruga decidiu escalar a montanha mais alta e lá de cima tocar a lua.
No topo da montanha, a lua ficava bem mais próxima, mas mesmo assim a tartaruga não conseguiu alcançar a lua.
Ela chamou o elefante.
- Se você subir nas minhas costas, talvez a gente consiga alcançar a lua.
A lua pensou que aquilo fosse uma brincadeira.  Quando o elefante se aproximou, ela subiu um pouquinho. O elefante não conseguiu tocar a lua e chamou a girafa.
- Se você subir nas minhas costas , vamos ficar mais altos.
A lua viu a girafa e subiu mais um pouquinho. A girafa esticou o pescoço mais alto que pôde, mas seu esforço foi em vão. 

Ela chamou a zebra.
- Se você subir nas minhas costas, talvez a gente consiga chegar bem perto dela. 

A lua gostou da brincadeira e subiu mais um pouquinho. A zebra fez um esforço enorme, mas não conseguiu tocar a lua. 

Então chamou o leão. 
-Se você subir nas minhas costas, provavelmente conseguiremos tocar a lua. 

A lua viu o leão e subiu ainda mais um pouquinho: os bichos não conseguiram alcançar a lua e decidiram chamar a raposa para fazer parte do grupo. 
- Se você subir nas minhas costas, é quase certo que conseguiremos - disse o leão.
A lua viu a raposa e de novo subiu mais um pouquinho. Agora faltava só mais um pedacinho bem pequeno para tocarem a lua, mas ela se afastou um pouquinho mais, ficando fora do alcance  dos bichos. 

A raposa chamou o macaco.
- Se você subir em minhas costas, conseguiremos, com certeza, tocar a lua.
A lua viu o macaco e subiu ainda mais um pouquinho. O macaco até conseguiu cheirar a lua, mas não conseguiu tocá-la. 
Por fim, chamou o rato.
- Se você subir nas nossas costas, aí sim, chegaremos à lua.
A lua viu o rato e pensou: "Um bicho tão pequeno assim não vai conseguir me pegar". 
Então ela resolveu não se mexer mais. O rato subiu nas costas da tartaruga, do elefante, da girafa, da zebra, do leão, da raposa, do macaco e ...

... mordeu um pedaço da lua. Saboreou uma parte e, em seguida, ofereceu uma mordida para o macaco que passou para a raposa, que passou para o leão, que passou para a zebra, que passou para a girafa, que passou para o elefante, que passou para a tartaruga. 

Para cada bicho, a lua tinha exatamente o sabor daquilo que cada um mais gostava. 

Espantada, a lua subitamente diminuiu. 
Nessa noite os bichos dormiram todos bem juntinhos.
E o peixe que tinha observado tudo, abria e fechava as guelras, sem entender nada: "Mas por que fizeram tanto esforço para alcançar a lua lá em cima no céu, se existe outra lua que não fica tão longe assim? Fica bem aqui embaixo, na água pertinho de mim". 




OS TRÊS JACAREZINHOS E O JAVALI BUNDUDO

Era uma vez, três jacarezinhos que viviam com a mãe em um pântano láááááá lonje.
Um dia, a mãe disse...
__ Já é hora de vocês, rapazinhos, viverem por conta própria. Cuidem de construir casas fortes, o bastante para se protegeram do javali bundudo. O lanche preferido dele é um jacarézinho bem gordinho e macio.
Os três jacarezinhos partiram.
Logo encontraram algumas pedras.
__Arrá! Disse Jaca  primeiro. Uma casa de pedras vai ser forte o bastante para me proteger do javali Bundudo.
__Péssima escolha! Disse Jaca segundo. __Pedras são pedras, e dão muito trabalho.
Muito trabalho mesmo! Disse o jaca terceiro.
__Pesadas ou não, eu vou construir minha casa com pedras.
E Jaca primeiro começou a empilhar PEDRAS. Seus irmãos mais velhos deram ‘’tchau’’ e continuaram andando. Até que...
PLUFT! Um graveto caiu na cabeça de jaca segundo. Ele olhou para cima. Era o gavião que fazia um ninho na árvore logo ali.
__Arrá! Vou construir uma casa de gravetos. Assim vai ser mais fácil.
__Péssima escolha, disse Jaca terceiro.__Ainda assim, é muito trabalhoso. Jaca terceiro deu ‘’tchau’’ e continuou andando, até que...
CHUÁÁÁÁÁ! Jaca terceiro chegou a um rio, e parou para descansar sobre a areia fofa da margem.
__Arrááá! Uma casa de areia vai ser mais fácil de construir – disse.
__Então fez um grande monte de areia e nele cavou um túnel. A porta, ele fez de galhos.
__ Rá ! Riu Jaca terceiro. Javali bundudo nem vai saber que isso aqui é uma casa. Rastejou para dentro e dormiu.
Algum tempo depois, um barulhão acordou Jaca terceiro.
_Roinc, roinc! Oinc, oinc!__Jacarezinho, deixe-me entrar! Um jacarezinho macio estou a cheirar!
Jaca terceiro, estremeceu dentro da casa, mas respondeu!
__Vá embora bundudão! A porta eu não abro não!
__Então eu vou sacudir seu traseiro! Bum, bum, bum, e...vou esmagar essa casa! Javali bundudo remexeu os quadris e deu uma bundada na casa do Jaca terceiro.
Voou areia pra todo lado.
Jaca terceiro correu mais do que gato atrás de rato. Saiu rastejando pelos arbustos e foi rastejando pelos arbustos e foi para casa de Jaca segundo.
Não demorou nada, até que os dois jacarezinhos ouvissem um grande barulhão.
_Roinc, roinc! Oinc, oinc!__Jacarezinhos, me deixem entrar. Dois jacarezinhos macios estou a cheirar... Correr atrás de vocês me fez emagrecer. Agora preciso de dois jacarezinhos para me fortalecer!
Os dois jacarezinhos tremeram de medo   ao ouvir a voz do Javali BUNDUDO, mas responderam!
__Vá embora Javalizão! Aqui você não põe o seu bundão!
__Então eu vou sacudir o meu traseiro! BUM, BUM, BUM. Eu vou esmagar essa casa, disse Javali Bundudo!
E remexeu os quadris e deu uma bum-bundada na casa do Jaca Segundo. Voaram gravetos para todo lado.
JacaSsegundo e Jaca Terceiro, correram mais rápido do que cobra atrás de coelho.E, aceleraram mato a dentro. Chegaram na casa de Jaca Primeiro.
Não demorou nada, até que os três jacarezinhos ouvissem um barulhão.
_Roinc, roinc! Oinc, oinc!__Jacarezinhos, me deixem entrar. Três jacarezinhos macios estou a cheirar... Correr atrás de vocês me fez emagrecer. Agora preciso de três jacarezinhos pra me fortalecer!
Os três jacarezinhos chocoalharam de medo do Javali Bundudo, mas responderam!
__Vá embora seu porção! Você e o seu bundão!
__Então eu vou sacudir o meu traseiro! BUM, BUM, BUM.Eu vou esmagar essa casa, disse Javali Bundudo!
E sacudiu, remexeu e rebolou, mas não conseguiu esmagar a casa do Jaca Primeiro.
__Eu ainda pego vocês! Bufou o Javali Bundudo!
Ele subiu no telhado e vou se espremendo chaminé adentro.
Grunhiu, guinchou e bufou e roncou... e assim foi descendo.
Mas os três jacarezinhos estavam prontos pra ele.
__PÉSSIMA, escolha! Gritaram.
Quando o Javali bundudo finalmente se livra do aperto da chaminé, caiu bem em cima da grelha quente da churrasqueira de Jaca primeiro e  ele correu  para longe,  longe e nunca mais voltou.

domingo, 9 de março de 2014

Sugestão de jogo: A joaninha que perdeu as pintinhas

 Jogo : AS PINTAS DA JOANINHA


* MATERIAL NECESSÁRIO: 1 TABULEIRO E 1 DADO ; 20 PINTAS .
 * NÚMERO DE PARTICIPANTES: 2 ou mais

* COMO JOGAR:

1. O JOGADOR LANÇA O DADO  ,   PEGA A QUANTIDADE DE PINTAS E COLOCA SOBRE AS PINTAS DA JOANINHA.

2. O OBJETIVO DO JOGO É SER O PRIMEIRO A COBRIR TODAS AS PINTAS DA  JOANINHA. MAS, ATENÇÃO! NO FINAL, É PRECISO TIRAR NO DADO A QUANTIDADE EXATA DE PINTAS QUE AINDA NÃO FORAM COBERTAS. POR EXEMPLO, SE FALTAR APENAS UMA PINTA, É PRECISO TIRAR A QUANTIDADE 1 NO DADO



segunda-feira, 3 de março de 2014

Sugestões: Tapete da parlenda " Cadê?" , painel da parlenda " Um, dois feijão com arroz" e " Tapete das Habilidades"







                              AS FIGURAS SÃO SOLTAS E VÃO SENDO COLOCADAS NO TAPETE  A PARTIR DA LEITURA OU DECLAMAÇÃO DA PARLENDA.


                                 CADÊ O TOUCINHO QUE ESTAVA AQUI?
O GATO COMEU
CADÊ O GATO?
FOI PRO MATO
CADÊ O MATO?
O FOGO QUEIMOU
CADÊ O FOGO?
A ÁGUA APAGOU
CADÊ A ÁGUA?
O BOI BEBEU
CADÊ O BOI?
FOI AMASSAR O TRIGO
CADÊ O TRIGO?
A GALINHA ESPALHOU
CADÊ A GALINHA ?
FOI BOTAR O OVO
CADÊ O OVO?
O OVO QUEBRO


PAINEL  DA PARLENDA " UM, DOIS FEIJÃO COM ARROZ..."


TAPETE DAS HABILIDADES : JOGO  SEQUÊNCIA TEMPORAL



sábado, 1 de março de 2014

Sugestão: parlenda " Um dois feijão com arroz"


Sugestão copiada do blog : anotrabalharcomcriancas.blogspot.com.br

Sugestão de jogo: Jogo das abelhas



Colméia para  guardar o jogo


ESTE JOGO  ENCONTRE NO PROJETOS PEDAGÓGICOS DINAMICOS projetospedagogicosdinamicos.com

Jogo das abelhas
Objetivo: Consciência fonêmica - identificação do fonema inicial e segmentação fonêmica. ( o jogo original é feito com letras, eu   montei o meu jogo  com desenhos).  
Materiais necessários: Abelhas e mãozinhas em E.V.A.
Modo de jogar: O professor sorteia uma letra ( no meu jogo será   uma palavra) e produz o som da mesma. Cada integrande do jogo ficará com uma mãozinha. O aluno que identificar a letra ( no meu jogo será a  palavra)  deverá bater na abelha com a mãozinha, ficando com a mesma caso esteja correto.

Ganha quem tiver mais abelhas.
 

Professora Geórgia Template by Ipietoon Cute Blog Design