domingo, 30 de novembro de 2014

Porta decorada com motivo de Natal

 Porta decorada com  EVA e  TNT.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Pião de bolinha de gude





Aprenda como fazer um pião usando apenas quatro bolinhas de gude e uma cola espessa
 (no vídeo foi usado Cola Prego, mas é possível fazer com Araldite ou Durepox).
Na hora de rodar o pião, três bolinhas ficam suspensas e apenas uma toca o chão.
Basta girá-lo com muito impulso.

http://www.youtube.com/watch?v=H12adWvRB94

domingo, 2 de novembro de 2014

Avental Rato meu querido rato - palavra cantada


Rato - palavra cantada

Todo rato tem rabo longo
Todo rato tem faro esperto
Todo rato curte o escuro, lambe restos
Todo rato deixa rastros
Todo rato trai e mente
Todo rato assusta a gente
Todo rato anda em bandos
São os ratos, são os ratos
São os ratos bem malandros
Mas sempre tem um
Que é diferente
Tem sempre um
Que até surpreende a gente
Esse rato que aqui se mostra
É um rato que a gente gosta
É um rato que em vez de catar
Lasquinhas de queijo e comer na rua
Prefere mil vezes um beijo
Um beijo brilhante da lua

Lua minguante
Lua crescente
Declaro ser o seu mais lindo amante
Com você eu quero me casar
Fazer da noite escura o nosso altar

Rato, meu querido rato
Eu não sou assim de fino trato
Pra selar este contrato
Minha luz é passageira
Fico sempre por um triz
Mesmo quando estou inteira
Vem a nuvem me cobrir
Ela sim, nuvem faceira
É que lhe fará feliz

Nuvem redonda
Que cobre o luar
Declaro ser o seu mais lindo amante
Com você eu quero me casar
Fazer do céu imenso o nosso altar

Rato, meu querido rato
Eu não sou assim de fino trato
Pra selar este contrato
Minha sombra é tão nublada
Fico sempre por um triz
Mesmo quando estou parada
Vem a brisa me diluir
Ela sim, brisa danada
É que lhe fará feliz

Brisa macia que destrói a nuvem
Que cobre o luar
Declaro ser o seu mais lindo amante
Com você eu quero me casar
Fazer do vento o nosso altar

Rato, meu querido rato
Eu não sou assim de fino trato
Pra selar este contrato
Mesmo quando sopro forte
Vem a parede me barrar
Só a parede de uma casa
Não deixa a brisa passar
Ela sim, dura parede
É que aprende a te amar

Parede parada que barra a brisa
Que destrói a nuvem que cobre o luar
Declaro ser o seu mais lindo amante
Com você eu quero me casar
Fazer da terra o nosso altar

Rato, meu querido rato
Eu não sou assim de fino trato
Pra selar este contrato
Meus tijolos são de barro
Mas não é difícil me esburacar
Mesmo sendo bem segura
Vem a ratinha me cavocar
Só a ratinha bem dentuça
Saberá como te amar

Ratinha dentuça que cavoca a parede
Que barra a brisa que destrói a nuvem
Que cobre o luar
Declaro ser o seu mais lindo amante
Com você eu quero me casar
Fazer da natureza o nosso altar

Rato, meu querido rato
Eu que sou assim de fino trato
Pra selar este contrato
O meu faro é tão certeiro
Com você vou ser feliz
Mesmo não sendo perfeita
Eu sou a ratinha eleita
Fico toda aqui sem jeito
Esperando um grande queijo
Ops! Esperando um grande beijo

Toda rata tem rabo longo
Toda rata tem faro esperto
Toda rata curte o escuro, lambe restos
Toda rata deixa rastros
Toda rata trai e mente
Toda rata assusta a gente
Toda rata anda em bandos
São as ratas, são as ratas
São as ratas bem malandras

http://musica.com.br/artistas/palavra-cantada/m/rato/letra.html

Decoração de Natal


Porta decorada para Natal





Sugestões retiradas do facebook: AtividadesElembrancinhasParaEducacaoInfantil

Gorro de Papai Noel

Gorro Papai Noel
Materiais:
  • Feltro branco e vermelho
  • Agulha e linha (pode ser substituído por cola quente)
  • Papel
  • Tesoura
  • Lápis
  • Régua
  • Pompom ou novelo branco para a ponta..
Passo a Passo:
gorro papai noel passo 1 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazergorro papai noel passo 2 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazer gorro papai noel passo 3 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazergorro papai noel passo 4 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazer gorro papai noel passo 5 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazergorro papai noel passo 6 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazer gorro papai noel passo 7 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazergorro papai noel passo 8 Gorro de Papai Noel Feito de Artesanato   Material Usado e Como Fazer
Desenhe um molde padrão no papel na forma de um triângulo com as seguintes medidas:
  • Para criança: Altura e base com 33 cm cada.
  • Adultos: Altura e base com 35 cm cada ou 38 cm cada.
Corte o molde desenhado no papel. Dobre o feltro no meio e coloque o molde em cima do tecido. Pode utilizar alfinetes para manter o feltro colado ao papel. Corte o feltro de acordo com o molde.
Costure as bordas do tecido ou cole com cola quente. O gorro deverá ficar em formato de cone.
No feltro branco, corte uma tira grossa na medida do diâmetro do gorro. Depois costure ou cole na parte vermelha do gorro.
Finalize costurando o pompom branco no topo do gorro.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Hora do conto: O grande rabanete




Hora do conto: A casa sonolenta


Era uma vez uma casa sonolenta, ( telhado na cabeça)
onde todos viviam dormindo. (
juntar as mãos no rosto)

Nessa casa (telhado na cabeça)tinha uma cama,   (movimento de cama)
uma cama aconchegante,
numa casa sonolenta,
( telado na cabeça)
onde todos viviam dormindo.
( juntar as mãos no rosto)

Nessa cama (
movimento de cama)tinha uma avó, ( óculos no rosto)
uma avó roncando,
( mãos na boca   com sono)
numa cama aconchegante,  (
movimento de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado  na cabeça)
onde todos viviam dormindo. (
juntar as mãos no rosto)

Sobre a avó , (óculos no rosto) tinha um menino, ( mãos no rosto de feliz)
um menino sonhando, (
esticar os braços como sonolento)
em cima de uma avó roncando, (
óculos no rosto , mãos na boca com sono)
numa cama aconchegante, (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado na  cabeça)
onde todos viviam dormindo. (
juntar as mãos no rosto)

Sobre o menino(
mãos no rosto de feliz) tinha um cachorro, ( movimento de orelha na cabeça)
um cachorro cochilando, ( esticar os braços com sono)
sobre um menino sonhando, (
esticar os braços como sonolento)
em cima de uma avó roncando, (
óculos no rosto , mãos na boca com sono)
numa cama aconchegante, (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado na  cabeça)
onde todos viviam dormindo. ( juntar as mãos no rosto)


Sobre o cachorro, (
movimento de orelha na cabeça)
 tinha um gato ( movimento de bigode no rosto)
um gato ressonando, ( movimento  que gato faz com as patas)
num cachorro, ( movimento de orelha na cabeça)
 cochilando, ( esticar os braços com sono)
sobre um menino sonhando, (esticar os braços como sonolento)
em cima de uma avó, (
óculos no rosto roncando,( mãos na boca com sono)
numa cama aconchegante,  (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado na  cabeça)
onde todos viviam dormindo. ( juntar as mãos no rosto)


Sobre esse gato
( movimento de bigode no rosto)
 tinha um rato ( mostrar os dentinhos dentuços)
um rato dormitando,
( carinha de sono)
em um gato
(movimento de bigode no rosto) ressonando, ( movimento  que gato faz com as patas)
sobre um cachorro, ( movimento de orelha na cabeça)
 cochilando,  ( esticar os braços com sono)
sobre   um menino sonhando, (esticar os braços como sonolento)
em cima de uma avó roncando, (
óculos no rosto , mãos na boca com sono)
numa cama aconchegante, (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta,  (
telhado na  cabeça)
onde todos viviam dormindo. ( juntar as mãos no rosto)


Nesse rato  
( mostrar os dentinhos dentuços)
 tinha uma pulga
...( movimento de beliscar)
Será possível? ( mãos na cintura)
uma pulga acordada,( olhos arregalados)
em um rato  ( mostrar os dentinhos dentuços) dormitando, ( carinha de sono)
sobre um gato
(movimento de bigode no rosto)  ressoando, ( movimento  que gato faz com as patas)
e um cachorro( movimento de orelha na cabeça) cochilando,  ( esticar os braços com sono)
sobre um menino sonhando, (
esticar os braços como sonolento)
em cima de uma avó roncando, (
óculos no rosto , mãos na boca com sono)
uma cama aconchegante, (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado na  cabeça)

onde todos viviam dormindo. ( juntar as mãos no rosto)

Uma pulga acordada
,( olhos arregalados)
que picou o rato  ( mostrar os dentinhos dentuços)
que assustou o gato,
(movimento de bigode no rosto) 
que arranhou o cachorro, (
movimento de orelha na cabeça)
que caiu sobre o menino, (
mãos no rosto de feliz)
que deu um susto na avó, , (
óculos no rosto)
que quebrou a cama, (
movimento  de cama)
numa casa sonolenta, (
telhado na  cabeça)
onde ninguém mais estava dormindo.


WOOD, Audrey & Don. A casa sonolenta. 14ª ed. São Paulo: Ática, 1999



segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Sugestões para a hora do conto: A girafa sem sono, A casa sonolenta, O grande rabanete



                                                       
O que fazer para para pegar no sono, quando a insônia não quer ir embora? Leia e descubra o que aconteceu com a nossa amiga girafa.
  A girafa sem sono
Naquela noite, enquanto todos os animais da floresta já estavam dormindo há muito tempo, a girafa andava pra lá e pra cá e não conseguia pegar no sono.
- É falta de um bom travesseiro! - falou uma árvore que estava por perto. - Mas eu tenho um sob medida para você. É só encostar sua cabeça no meio destes dois galhos e você dormirá sossegada até o dia amanhecer.
-É verdade! Como é que eu não tinha pensado nisso! - disse a girafa e encostou a cabeça no meio dos dois galhos da árvore.
Mas logo em seguida pensou: - Eta travesseiro duro que eu arranjei! Nunca vou conseguir pegar no sono com um travesseiro tão duro como este.
- Que tal, então, você encostar a cabeça em alguma coisa mais fofa e macia, para dormir e ter os mais lindos sonhos da sua vida? - falou uma nuvem que estava de passagem.
- É verdade! Como é que eu não tinha pensado nisso! - disse a girafa e encostou a cabeça na nuvem. Mas logo em seguida pensou: - E se essa coisa fofa e macia derreter e virar chuva, onde vai parar minha cabeça? Nunca vou conseguir pegar no sono com um travesseiro tão mole como esse.
- Pois é! - falou a lua, que estava olhando a cena toda. - Comigo você dormirá tranquila e segura, e ainda posso embalar seu sono andando pelo céu até o nascer do sol.
- É verdade! Como é que eu não tinha pensado nisso! - disse a girafa e encostou a cabeça na lua. Mas logo em seguida pensou: - Nunca vou conseguir pegar no sono com um travesseiro tão torto como este. o que eu vou pegar é um belo torcicolo.
- Esqueça essa bobagem de travesseiro e conte as estrelas! - falaram todas as estrelas ao mesmo tempo. - Todo mundo sabe que esta é a forma mais segura e garantida de alguém pegar no sono.
- É verdade! Como eu não tinha pensado nisso! - disse a girafa e começou a contar as estrelas.
- Uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito... Espera aí, por onde foi que comecei, por aquela ou por aquela outra? Vou ter que começar tudo de novo: uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito... E a girafa ficou contando e se atrapalhando, começando tudo de novo e nada de pegar no sono.
Enquanto isso, o dia foi clareando e as estrelas quase sumindo. Então a girafa pensou: - Está na hora de descansar. Quando as estrelas voltarem vou ter muito trabalho pela frente. 
E fechou os olhos e dormiu.

 Col. Labirinto

Iacocca, Michele





                                                 A Casa Sonolenta 

(Andrey Wood) 





"Era uma vez uma casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Nessa casa tinha uma cama, uma cama aconchegante, numa casa sonolenta, 
onde todos viviam dormindo.
Nessa cama tinha uma avó, uma avó roncando, numa cama aconchegante,
numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Em cima dessa avó tinha um menino, um menino sonhando, em cima 
de uma avó roncando, numa cama aconchegante, numa casa sonolenta,
onde todos viviam dormindo.
Em cima desse menino tinha um cachorro, um cachorro cochilando, 
em cima de um menino sonhando, em cima de uma avó roncando, 
numa cama aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Em cima desse cachorro, tinha um gato. Um gato resonando, em cima do
um cachorro cochilando, em cima de um menino sonhando, em cima de 
uma avó rocando, numa casa aconchegante, numa casa sonolenta,
onde todos viviam dormindo.
Em cima desse gato tinha um rato, um rato dormitando, em cima de
um gato resonando, em cima do um cachorro cochilando, em cima 
de um menino sonhando, em cima de uma avó rocando, numa cama
aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo. 
Em cima desse gato tinha uma pulga....
Seria possível?
Uma pulga acordada, em cima de um rato dormitando, um gato resonando, 
em cima do um cachorro cochilando, em cima de um menino sonhando, 
em cima de uma avó rocando, numa cama aconchegante, 
numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Uma pulga acordada que picou o rato, que assustou o rato, 
que arranhou o cachorro, que caiu sobre o menino, quem deu
um susto na avó, que quebrou a cama, numa casa sonolenta, 
onde ninguém mais estava dormindo.



O grande rabanete




 

Professora Geórgia Template by Ipietoon Cute Blog Design